Quantos me visitaram ?

27 de outubro de 2006

FUTEBOL & GRAMÁTICA

Vamos apresentar uma série de fenômenos gramaticais que já devem ter sido esquecidos por muita gente que estudou até o último ano do segundo grau. Mas é bom recordar, principalmente quando relacionamos esses fatos gramaticais com um esporte de massas como é o caso do futebol. É isso mesmo: futebol também é cultura!


Hoje veremos o tal de EUFEMISMO. Vocês sabem o que é isso?

Vejamos, então. EUFEMISMO é a suavização de uma idéia ou de um acontecimento, ou de um fato, que poderá chocar por seu realismo. É, portanto, uma enunciação atenuada de idéia ou coisa tida como desagradável, grosseira ou indecorosa em determinado meio social. O termo ou a expressão é substituído por outros de sentido mais impreciso ou aproximado. Por exemplo. Em vez de dizermos "ele morreu" para darmos a notícia do falecimento de alguém, dizemos que ele entregou a alma ao criador...

Agora, muito interessantes são os comentários esportivos, em Portugal, principalmente na imprensa, nos jornais especializados em futebol.

Alguns jornalistas, tentando eufemizar algumas situações, isto é, tentando criar um EUFEMISMO, utilizam-se de expressões muito estranhas e até engraçadas, levando-nos a admitir que foi muito pior a emenda do que o soneto. Ex. "Ele levou com uma bola naquele local que se usa para fazer bebés, mas está tudo correndo bem " (Record, 27/09/95, p.11).


É também o caso de se chamar de SOPRADOR DE APITO, ao péssimo árbitro de futebol, como fazia Mário Vianna, antigo comentarista de arbitragens nas rádios e ex-árbitro da Federação Carioca de Futebol, do Rio de Janeiro.
Ficamos por aqui. Gostaram?

19 de outubro de 2006

ESTÁ SENDO PREPARADA A SEGUNDA EDIÇÃO


Estamos preparando a SEGUNDA EDIÇÃO do nosso livro BALANÇANDO O VÉU DA NOIVA, a dramática linguagem figurada do futebol. Acrescentamos muitos vocábulos e novas expressões, além de inserirmos algumas crônicas sobre acontecimentos do mundo da bola, muitas inéditas e outras já publicadas há muito tempo em revistas e jornais, no Brasil e no exterior. O novo livro é composto por cinco partes. Na primeira, apresentamos as CRÔNICAS; na segunda, seguem os TERMOS E EXPRESSÕES DO FUTEBOL BRASILEIRO, comentados e explicadas as suas origens; na terceira, aparecem inúmeras CURIOSIDADES bem interessantes sobre o futebol; na quarta, estudamos os TERMOS E EXPRESSÕES DO FUTEBOL PORTUGUÊS, com muitos novos termos, surgidos nos últimos anos; na quinta - o que pensamos ser a parte mais importante do trabalho - apresentamos 164 verbetes referentes a FATOS GRAMATICAIS, muitos já totalmente esquecidos do público estudante, mas também aficionado pelo futebol. Estes fatos gramaticais estão todos relacionados com o fenômeno lingüístico que envolve o tema de nosso trabalho. Terá a cultura lingüística uma excelente oportunidade para conciliar o estudo da Língua Portuguesa com o Futebol, pois a motivação aqui explicitada é decisiva para a aprendizagem ou revisão desses conteúdos já há muito tempo relegados no currículo de nossa Escola Média, por ordem de um descaso, sem nenhuma explicação, com o ensino de nossa língua materna.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Balneário Camboriú, Sul/Santa Catarina, Brazil
Sou professor adjunto aposentado da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Sou formado em Letras Clássicas pela UERJ. Pertenço à Academia Brasileira de Filologia (ABRAFIL), Cadeira Nº 28.