Quantos me visitaram ?

20 de novembro de 2006

CONSTRUÇÕES DA LÍNGUA E CURIOSIDADES





CONSTRUÇÕES DA LÍNGUA ORAL CARACTERIZADAS COMO DESVIOS LINGÜÍSTICOS, ENCONTRADOS NA COMUNICAÇÃO DE MASSA.

(Algumas extraídas do livro de Rubim Santos Leão de Aquino, Futebol, uma paixão nacional. Rio de Janeiro, Zahar Ed., 2002 e do livro de Luiz Cesar Saraiva Feijó, A linguagem dos esportes de massa e a gíria no futebol , Rio de Janeiro, EURJ/Tempo Brasileiro, 1994)

Desvios na estrutura léxico-semântica: garrinchear, golão, macários, arquibaldos, geraldinos etc.

Ø Na estrutura morfo-sintática: "Fluminense Futebol Clube", "o gramado faz sombra", "o Maracanã faz calor".
Ø "Clássico é clássico, e vice-versa”.Jardel, ex-atacante do Grêmio e do FC Porto.
Ø "O difícil, vocês sabem, não é fácil". Vicente Matheus, ex-presidente do Corinthians.
Ø "Os jogadores do Fluminense estão embutidos do espírito vencedor". Procópio, ex-zagueiro do Fluminense e do Cruzeiro.
Ø "Ele é muito agilidoso". Rivelino, ex-jogador do Corinthians, Fluminense e Seleção Brasileira. Tentou misturar "ágil" com "habilidoso".
Ø "O esférico vai ser retirado de campo por ter perdido sua circunferência legal, o que o torna obsoleto para a prática do association". Oduvaldo Cozzi, locutor esportivo, querendo dizer que a bola murchou e deveria ser trocada.
Ø "Quem pede recebe, quem desloca tem preferência". Gentil Cardoso, antigo técnico de futebol.
Ø "Nem tudo que cai na rede é peixe, às vezes é frango". Armando Nogueira, cronista esportivo.
Ø "Eu não sei quem é esse tal de Apartheid, mas se ele aparecer na minha frente eu marco". Amaral, atacante que jogou no Palmeiras e Vasco da Gama.
Ø "Só existem três coisas que pairam no ar: beija-flor, helicóptero e Dadá". Dario, conhecido como Dadá Maravilhas, ex-atacante do Clube Atlético Mineiro e comentarista da Rede Globo na última Copa do Mundo, na Ásia.
Ø "O homem disse que se suspenderem ele entra com um pedido de Corpus Christi para mim". Manga, goleiro do Botafogo do Rio de janeiro.
Ø "Não foi nada de especial, rematei com o pé que estava mais à mão". João Pinto, jogador do FC Porto, de Portugal.
Ø "O futebol é uma paixão, e, como toda paixão, ela é perigosa". João Havelange, ex-presidente da FIFA.
Ø "Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu". Claudiomiro, atacante do Internacional de Porto Alegre ao desembarcar em Belém do Pará.
Ø "Você viu, Didi, o São Cristóvão está de uniforme novo!". Garrincha ao ver a seleção da Inglaterra entrar em campo por ocasião da Copa do Mundo de 1962, no Chile.
Ø "Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe!" Jardel, ex-atacante do Grêmio de porto Alegre e do FC Porto, de Portugal.
Ø "Prognósticos? Só no fim do jogo". João Pinto, atacante do FC Porto, de Portugal.
Ø "Eu quero é o meu passe, doutor, não estou precisando do ATESTADO DE LABORATÓRIO". Prazeres, jogador do Bahia, dirigindo-se ao presidente do clube.
Ø "Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático e gramático". Vicente Matheus, antigo presidente do Corinthians.
Ø "O meu clube estava à beira do precipício, mas tentou a decisão correta: deu um passo à frente". João Pinto, jogador do FC Porto, de Portugal.
Ø "Numa simples ginga de Didi, há toda uma nostalgia de gafieiras eternas". Nelson Rodrigues, escritor dramaturgo.
Ø Dunga, o técnico da nossa Seleção de Futebol, brindou-nos com uma “preciosidade lingüística. Ao ser entrevistado por um repórter da Tv Globo, após o chatíssimo jogo entre Brasil (2) e Suíça (1), lá em Basiléia, cidade dos ricos, comportados e educadíssimos torcedores europeus, querendo dizer que SUGERIU aos seus jogadores, durante o intervalo, uma maior liberdade de ação em campo, empregou a forma SUGERIMENTO”.

CURIOSIDADES

1. Em Ribeirão, cidade pernambucana, ficou conhecida a seguinte equipe de futebol da cidade:

BEIÇOÇA - TESTA-DE-FERRO e CAPACHO

TAIOBA - PERERECA e CABEÇORRA

MICHURUCA - BOI-BOBÃO - TOTOCA - MAL-FEITO e GALO CEGO

2. São apenas 17 regras que regem o futebol, fixadas pela The International Football Association Board, único órgão autorizado a emendar ou alterar as Leis do Jogo de Futebol.
3. 19 de julho é considerado no Brasil o DIA DO FUTEBOL. Essa comemoração está ligada à fundação do Sport Club Rio Grande, primeiro clube brasileiro criado especificamente para a prática do futebol, em 1900.
4. DIRRÃ. Jogador nordestino, loiro, feio e baixinho, que explicou seu apelido a um repórter de campo, dizendo que DIRRÃ era só pra disfarçar. Ele sempre foi chamado mesmo de CU DE RÃ.
5. ROMÁRIO, o melhor jogador da Copa de 94, foi revelado para o futebol, nas divisões de base do Olaria, clube do subúrbio do Rio de Janeiro, que atualmente não disputa o campeonato da primeira divisão carioca.


Ver mais curiosidades sobre o futebol no meu livro
BALANÇANDO O VÉU DA NOIVA. Pedidos para lcfeijo@uol.com.br

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Balneário Camboriú, Sul/Santa Catarina, Brazil
Sou professor adjunto aposentado da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Sou formado em Letras Clássicas pela UERJ. Pertenço à Academia Brasileira de Filologia (ABRAFIL), Cadeira Nº 28.