Quantos me visitaram ?

19 de agosto de 2006

CURIOSIDADES

Hoje, vamos iniciar uma seqüência de curiosidades sobre a bola, o jogo, os esportes de massas e de tudo que envolve a paixão pelo futebol.
Iniciaremos por esse cronista maravilhoso que nos conta uma "estória" sensacional sobre outro não menos maravilhoso personagem de nosso futebol.

Paulo Mendes Campos conta como um angu à baiana atrapalhou seu plano de escrever sobre Garrincha.


“Logo depois da Copa de 58, pensei em escrever um livro sobre Garrincha. Através do Sandro Moreira, eu o procurei num treino do Botafogo, e ele concordou com o plano, convidando-me, para início de conversa, a almoçar em sua casa, em Pau Grande, daí a dois dias.
Mas perguntou logo se eu gostava de angu à baiana, e não precisei mentir por delicadeza: adoro angu à baiana. Acrescentou com um sorriso contente que ele mesmo se encarregava de fazer a batida de limão. E arranjaria cervejinha bem gelada. Conforme combinado, passei de manhã no clube, depois do individual, e Mane veio me pedir desculpas: não haveria o almoço, sua senhora estava doente, ficava para outro dia. Sandro começou a rir quando lhe contei a história. Doente coisa nenhuma! Na verdade, quando Garrincha disse em casa que tinha convidado um escritor para comer um angu à baiana, sua senhora protestou, ele agira mal, escritor deve comer galinha ao molho pardo. Digo de passagem que o livro não morreu por causa da galinha, mas porque, como todos sabem, Garrincha é o mais perfeito driblador da história do futebol. Eu não tinha saúde para marca-lo”.

O Globo, abril de 1959.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Balneário Camboriú, Sul/Santa Catarina, Brazil
Sou professor adjunto aposentado da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Sou formado em Letras Clássicas pela UERJ. Pertenço à Academia Brasileira de Filologia (ABRAFIL), Cadeira Nº 28.