Quantos me visitaram ?

22 de fevereiro de 2007

PONTE ALTA - MATA FECHADA NA SERRA CATARINENSE


Passei por Ponte Alta, a 42 quilômetros de Lages, pois me dirigia para o oeste do Estado de Santa Catarina. Ia pela BR-116 Norte e teria de seguir para a esquerda e entrar no trevo de entroncamento da BR-470, em direção a Joaçaba. Meu destino final era Piratuba, estância termo mineral, com fontes de água alcalina, bicarbonatada, sódica, sulfurosa e hipertermal, com temperatura média de 38,6 graus, com inúmeras indicações terapêuticas. Como Piratuba fica a 250 quilômetros de Lages, fui visitá-la, mas deixei meu fantasma amigo bem confortavelmente instalado num casarão colonial, assustadoramente mal assombrado e vazio, à beira da BR-116, em Ponte Alta, para anotar tudo sobre esse município, que tem as matas nativas mais conservadas entre todos os outros da Serra Catarinense. Sua missão, portanto, era investigar a pequenina cidade de pouco mais de cinco mil almas, localizada praticamente nos limites da Serra Catarinense, com uma orografia ímpar, pois suas montanhas se ramificam entre as serras Geral, Caraguará e Cafundó, além da Serra de São Filipe e a Serra do Areial. O município de 567 quilômetros quadrados possui matas cerradas, com densas florestas de madeiras nobres e muitas araucárias centenárias. Mas sua economia está mesmo presa à produção agrícola de abóboras, e isso fez com que ficasse conhecido como a “Capital da Moranga”. Bem, foi esse o curto relatório que meu fantasma amigo me apresentou, quando chegou em Piratuba já bem tarde da noite, porque levou muito tempo para encontrar todas essas informações, pois se deparou, no alpendre da antiga e maltratada residência colonial, uma linda alma penada, por quem – e ele me disse isso com os olhos esbugalhados de fazer dó – quase se apaixonou perdidamente...
Bem, sobre Piratuba esperem mais notícias, brevemente.

Um comentário:

Anônimo disse...

Boa noite Professor Feijó. Aqui quem escreve é Henrique Bialli, garoto com quem o senhor conversou em Lages, no sesc. Estou ancioso para ler os seus comentários sobre a cidade de Piratuba, pois já fazem alguns anos que estive lá, e estou curioso para saber as novidades da cidade.Desejo ao senhor uma ótima estadia.
Um abraço
Henrique Bialli

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Balneário Camboriú, Sul/Santa Catarina, Brazil
Sou professor adjunto aposentado da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Sou formado em Letras Clássicas pela UERJ. Pertenço à Academia Brasileira de Filologia (ABRAFIL), Cadeira Nº 28.